IIIª Secção


3ª Semana do Advento


ORAÇÃO: Traz a tua Luz à minha noite

Apareceu um homem, enviado por Deus, que se chamava João. Este vinha como testemunha, para dar testemunho da Luz e todos crerem por meio dele. Ele não era a Luz, mas vinha para dar testemunho da Luz.
Este foi o testemunho de João, quando as autoridades judaicas lhe enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para lhe perguntarem: «Tu quem és?» Então ele confessou a verdade e não a negou, afirmando: «Eu não sou o Messias.» E perguntaram-lhe: «Quem és, então? És tu Elias?» Ele disse: «Não sou.» «És tu o profeta?» Respondeu: «Não.» Disseram-lhe, por fim: «Quem és tu, para podermos dar uma resposta aos que nos enviaram? Que dizes de ti mesmo?» Ele declarou: «Eu sou a voz de quem grita no deserto: 'Rectificai o caminho do Senhor', como disse o profeta Isaías.»
Ora, havia enviados dos fariseus que lhe perguntaram: «Então porque baptizas, se tu não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?» João respondeu-lhes: «Eu baptizo com água, mas no meio de vós está quem vós não conheceis. É aquele que vem depois de mim, a quem eu não sou digno de desatar a correia das sandálias.» Isto passou-se em Betânia, na margem além do Jordão, onde João estava a baptizar.
(S.João 1, 6-8.19-28)

Lectio: Que diz?
Juan… não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz.

Meditatio: Que me diz?
A luz é Cristo. Nós… é pouco o que temos. Mesmo assim, Deus conta connosco para darmos testemunho dessa luz.
Se olhamos o nosso interior, damos conta até que ponto somos frágeis. E contudo, quando chega a ocasião, somos capazes de oferecer um abraço, de dizer palavras de ânimo, de estender uma mão, de levantar o que está caído. E então dizem-nos: “Tu tens algo especial”.
Não sabem ainda que somos um pequeno reflexo dessa luz que vem de Deus, dessa vida abundante que vence todas as mortes.

Oratio: Que Lhe digo?
Vêm, Senhor, traz tua luz a minha noite. Dissipa as sombras, afasta o mal. Ensina-me a ver a vida com a Tua luz. Ensina a minhas mãos a serem generosas. Ensina-me a dizer palavras de alento e de esperança. Faz-me testemunha da Tua luz e da Tua verdade

 ACTIVIDADE: “Minha luz para ti!"

Analisar as carências e necessidades sociais e espirituais de nosso meio e planear a distribuição da Luz da Paz de Belém às pessoas desses locais (idosos, doentes, outros jovens, colégios,…), levando aos outros uma mensagem de esperança de acordo com o Natal, que se aproxima.



2ª Semana do Advento


ORAÇÃO: Aproximo-me de Ti

“Início do Evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus. Está escrito no profeta Isaías: «Vou enviar à tua frente o meu mensageiro, que preparará o teu caminho. Uma voz clama no deserto: ‘Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas’». Apareceu João Baptista no deserto, a proclamar um baptismo de penitência para remissão dos pecados. Acorria a ele toda a gente da região da Judeia e todos os habitantes de Jerusalém e eram baptizados por ele no rio Jordão, confessando os seus pecados. João vestia-se de pêlos de camelo, com um cinto de cabedal em volta dos rins, e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre. E, na sua pregação, dizia: «Vai chegar depois de mim quem é mais forte do que eu, diante do qual eu não sou digno de me inclinar para desatar as correias das suas sandálias. Eu baptizo-vos na água, mas Ele baptizar-vos-á no Espírito Santo».”
(São Marcos 1, 1-8)

Lectio: O que diz?
…Faziam-se baptizar por ele (João Baptista) no rio Jordão, confessando seus pecados.

Meditatio: O que me diz?
Para acolher esta grande esperança que Deus nos oferece, tens que abrir as mãos e o coração. Abandonar tudo o que é mesquinho, tudo o que te prende e não te deixa crescer.
Ao anunciar a vinda de Jesus, João Baptista convida-nos a confessar os pecados e a lavar-nos com água, símbolo de purificação.
Este Advento é uma boa ocasião para mudar de rumo, para deixar de lado o pecado, os pequenos e grandes ódios, todo aquilo que te impede acolher ao Jesus que chega. Que impede que o amor te encha o coração?

Oratio: O que Lhe digo?
Senhor, tu és como água fresca. Tu sacias a sede de felicidade que eu tenho. Tu limpas minha vida de tudo o que é mau. Aproximo-me de ti, arrependido e reconheço meu pecado, o meu egoísmo. Confio minha vida à tua bondade e ao teu perdão.


 ACTIVIDADE: “Tu sim, tu vales!"

Depoimento de Miriam Fernández (ganhadora da IIª edição do ‘Tu sim que vales’)..
Vê o vídeo no youtube -

Que relação encontras com João Baptista? E contigo?







1ª Semana do Advento


ORAÇÃO: Mantém-me atento!

«Tomai cuidado, vigiai, pois não sabeis quando chegará esse momento. É como um homem que partiu de viagem: ao deixar a sua casa, delegou a autoridade nos seus servos, atribuiu a cada um a sua tarefa e ordenou ao porteiro que vigiasse.
Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o dono da casa: se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar o galo, se de manhãzinha; não seja que, vindo inesperadamente, vos encontre a dormir. O que vos digo a vós, digo a todos: vigiai!»
(São Marcos 13, 33-37)

Lectio: Que diz?
O que vos digo a vocês lho digo a todos: Vigiem!

Meditatio: Que me diz?
O Advento começa com este grito de Jesus, repetido várias vezes: Vigiem! Põe-te alerta; prepara-te, compromete-te!
O Advento é tempo de surpresas. E se não estás alerta, vigilante, elas passar-te-ão despercebidas a teu lado e tua vida não melhorará.
Prepara-te, vigia, permanece alerta, porque Deus vai aparecer em tua vida. De surpresa.
Quando menos o esperares. E de uma forma que não podes imaginar.
Vigia. Põe-te alerta. Prepara-te para encontrar o inesperado.

Oratio: Que lhe digo?
Mantém-me alerta, Senhor. Se meus olhos começarem a fechar, desperta-me. Se me distrair, chama-me a atenção.
Este Advento é o tempo em que quero acolher com o coração e com a vida a surpresa que me tens preparada, a surpresa que és tu, feito presente a minha vida.  Quero comprometer-me?



Actividade: Isaías hoje

Analisar por equipas, exemplos de personagens actuais conhecidos ou não conhecidos, em que sejam exemplos de mensageiros de uma Boa Notícia pelo seu estilo de vida ou pelas suas obras.

Realizar um mural ou uma estrela grande e ir escrevendo os nomes destas personagens, com uma ideia característica que os distinga em relação aos outros.